segunda-feira, 23 de setembro de 2013

O Livro de Apocalipse - Parte 6

Apocalipse 16:1-21
“E OUVI, vinda do templo, uma grande voz, que dizia aos sete anjos: Ide, e derramai sobre a terra as sete taças da ira de Deus. E foi o primeiro, e derramou a sua taça sobre a terra, e fez-se uma chaga má e maligna nos homens que tinham o sinal da besta e que adoravam a sua imagem.”
A primeira praga fala da reação do Lítio (bateria do chip) que vai se romper dentro do corpo daqueles que foram marcados. A sensação será como uma picada de escorpião, com dor e muita febre.
Apocalipse 16:3-7
“E o segundo anjo derramou a sua taça no mar, que se tornou em sangue como de um morto, e morreu no mar toda a alma vivente. E o terceiro anjo derramou a sua taça nos rios e nas fontes das águas, e se tornaram em sangue. E ouvi o anjo das águas, que dizia: Justo és tu, ó Senhor, que és, e que eras, e santo és, porque julgaste estas coisas. Visto como derramaram o sangue dos santos e dos profetas, também tu lhes deste o sangue a beber; porque disto são merecedores. E ouvi outro do altar, que dizia: Na verdade, ó SENHOR Deus Todo-Poderoso, verdadeiros e justos são os teus juízos.”
Com a emissão de massa coronal (EMC) vindas do sol (erupções solares) o campo de força da terra irá enfraquecer. Assim quando a terra for atingida por partículas solares (EMC), essas partículas vão poder penetrar mais e bater na atmosfera externa e vão criar nitratos, que vão destruir toda a camada de Ozônio. Sob o ataque de radiação ultravioleta, a fotossíntese das plantas acabará e o plâncton do oceano morrerá, e toda a cadeia alimentar da Terra vai ser interrompida. Já que grande parte da vida nos oceanos depende dele, isso levará a fome em massa e ao fim do eco sistema que conhecemos.
Apocalipse 16:8-9
“E o quarto anjo derramou a sua taça sobre o sol, e foi-lhe permitido que abrasasse os homens com fogo. E os homens foram abrasados com grandes calores, e blasfemaram o nome de Deus, que tem poder sobre estas pragas; e não se arrependeram para lhe darem glória.”
Com a camada de Ozônio destruída, perderemos a defesa contra os raios UVA e UVB, proporcionando assim um calor mais intenso e que levará muitos à morte.
Apocalipse 16:10-11
“E o quinto anjo derramou a sua taça sobre o trono da besta, e o seu reino se fez tenebroso; e eles mordiam as suas línguas de dor. E por causa das suas dores, e por causa das suas chagas, blasfemaram do Deus do céu; e não se arrependeram das suas obras.”
Aqui se diz que não se arrependeram das suas obras, visto que não há mais a influência do ES para convencimento do pecado. Veremos no Cap. 17 uma mulher assentada sobre uma besta. Esta "mulher" (igreja) representam as igrejas (pessoas) infiéis à mensagem do Evangelho, que enganaram com falsas doutrinas e ensinos os servos de Deus.
Apocalipse 16:12
“E o sexto anjo derramou a sua taça sobre o grande rio Eufrates; e a sua água secou-se, para que se preparasse o caminho dos reis do oriente.”


Isaías 11:11-16
E há de ser que naquele dia o Senhor tornará a pôr a sua mão para adquirir outra vez o remanescente do seu povo, que for deixado, da Assíria, e do Egito, e de Patros, e da Etiópia, e de Elã, e de Sinar, e de Hamate, e das ilhas do mar. E levantará um estandarte entre as nações, e ajuntará os desterrados de Israel, e os dispersos de Judá congregará desde os quatro confins da terra. E afastar-se-á a inveja de Efraim, e os adversários de Judá serão desarraigados; Efraim não invejará a Judá, e Judá não oprimirá a Efraim. Antes voarão sobre os ombros dos filisteus ao ocidente; juntos despojarão aos do oriente; em Edom e Moabe porão as suas mãos, e os filhos de Amom lhes obedecerão. E o SENHOR destruirá totalmente a língua do mar do Egito, e moverá a sua mão contra o rio com a força do seu vento e, ferindo-o, dividi-lo-á em sete correntes e fará que por ele passem com sapatos secos. E haverá caminho plano para o remanescente do seu povo, que for deixado da Assíria, como sucedeu a Israel no dia em que subiu da terra do Egito.”
Jeremias 46:10-12
“Porque este dia é o dia do Senhor DEUS dos Exércitos, dia de vingança para ele se vingar dos seus adversários; e a espada devorará, e fartar-se-á, e embriagar-se-á com o sangue deles; porque o Senhor DEUS dos Exércitos tem um sacrifício na terra do norte, junto ao rio Eufrates. Sobe a Gileade, e toma bálsamo, ó virgem filha do Egito; debalde multiplicas remédios, pois já não há cura para ti. As nações ouviram a tua vergonha, e a terra está cheia do teu clamor; porque o valente tropeçou com o valente e ambos caíram juntos.”
Esta 6º praga servirá para unificar os povos do oriente e do ocidente para a grande batalha do Armagedom. As nações se preparam para o Armagedom.
Apocalipse 16:13-14
“E da boca do dragão, e da boca da besta, e da boca do falso profeta vi sair três espíritos imundos, semelhantes a rãs. Porque são espíritos de demônios, que fazem prodígios; os quais vão ao encontro dos reis da terra e de todo o mundo, para os congregar para a batalha, naquele grande dia do Deus Todo-Poderoso.”
Apocalipse 16:15-21
“Eis que venho como ladrão. Bem-aventurado aquele que vigia, e guarda as suas roupas, para que não ande nu, e não se vejam as suas vergonhas. E os congregaram no lugar que em hebreu se chama Armagedom. E o sétimo anjo derramou a sua taça no ar, e saiu grande voz do templo do céu, do trono, dizendo: Está feito. E houve vozes, e trovões, e relâmpagos, e um grande terremoto, como nunca tinha havido desde que há homens sobre a terra; tal foi este tão grande terremoto. E a grande cidade fendeu-se em três partes, e as cidades das nações caíram; e da grande Babilônia se lembrou Deus, para lhe dar o cálice do vinho da indignação da sua ira. E toda a ilha fugiu; e os montes não se acharam. E sobre os homens caiu do céu uma grande saraiva, pedras do peso de um talento; e os homens blasfemaram de Deus por causa da praga da saraiva; porque a sua praga era mui grande.”
Este é o fim de toda sistema "babel" que se iniciou em Gênises 11.
Considerações sobre as bestas que emergem do mar e da terra:
O que não se pode perder de foco quando se medita no Apocalipse é que este Livro é a revelação de Jesus Cristo. Que as sete igrejas são pessoas que anunciam o Evangelho com ou sem fidelidade, espalhadas em todos os tempos e épocas até a vinda do Senhor. Portanto as "bestas" são representações de sistemas que adulteram o Evangelho transformando-o em religião, com suas doutrinas e ensinos diferentes do que Jesus ensinou aos seus discípulos.
Seus chifres são nações e "veículos" onde estes sistemas estão operando com mais intensidade. Basicamente a diferença entre o Evangelho e as religiões se dá na seguinte forma:
I Timóteo 2:4-5
“Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.”
Nas bestas (religiões) a salvação e o conhecimento da verdade só se manifestam por meio da instituição ou veículo religioso, de onde surgiram frases como: "Fora da "igreja" (religião) não há salvação! A “Igreja verdadeira é a tal”. No Evangelho temos:
Tito 2:14
“O qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso (fiel a mensagem) de boas obras.”
Hebreus 10: 19-24
“Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário (isto quer dizer: Hebreus 9:11-12- "Mas, vindo Cristo, o sumo sacerdote dos bens futuros, por um maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos, isto é, não desta criação. Nem por sangue de bodes e bezerros, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção) pelo sangue de Jesus, Pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne, E tendo um grande sacerdote sobre a casa de Deus, (isto quer dizer:Hebreus 3:5-6 "E, na verdade, Moisés foi fiel em toda a sua casa, como servo, para testemunho das coisas que se haviam de anunciar. Mas Cristo, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim. Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa, Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança; porque fiel é o que prometeu. E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras”.
Apesar das "bestas" (religiões) saberem que a "Casa (Templo ou Morada do ES) de Deus" é o corpo do homem, ainda assim continuam ensinado que o Templo (Instituição/Organização) é a "Casa de Deus”, donde surgem todos os ritos, mandigas, feitiçarias, furtos, roubos, exploração financeira, falsos ensinos, falsos profetas e muitos anticristos (verdadeira morada de demônios). Mas temos uma advertência do escritor aos Hebreus que diz:
Hebreus 13:8-16
“Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente. Não vos deixeis levar em redor por doutrinas várias e estranhas, porque bom é que o coração se fortifique com graça, e não com alimentos que de nada aproveitaram aos que a eles se entregaram. Temos um altar, de que não têm direito de comer os que servem ao tabernáculo. Porque os corpos dos animais, cujo sangue é, pelo pecado, trazido pelo sumo sacerdote para o santuário, são queimados fora do arraial. E por isso também Jesus, para santificar o povo pelo seu próprio sangue, padeceu fora da porta. Saiamos, pois, a ele fora do arraial, levando o seu vitupério. Porque não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a futura. Portanto, ofereçamos sempre por ele a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome. E não vos esqueçais da beneficência e comunicação, porque com tais sacrifícios Deus se agrada.”
As bestas (religiões) engessam o Evangelho, ditam regras, modificam a mensagem, usam-na para deleites e benefícios próprios, e por fim se tornam grandes fontes de lucro.
Neemias 13:1-3
“NAQUELE dia leu-se no livro de Moisés, aos ouvidos do povo; e achou-se escrito nele que os amonitas e os moabitas não entrassem jamais na congregação de Deus, Porquanto não tinham saído ao encontro dos filhos de Israel com pão e água; antes contra eles assalariaram a Balaão para os amaldiçoar; porém o nosso Deus converteu a maldição em bênção. Sucedeu, pois, que, ouvindo eles esta lei, apartaram de Israel todo o elemento misto.”
II Pedro 2:11-15
“Enquanto os anjos, sendo maiores em força e poder, não pronunciam contra eles juízo blasfemo diante do Senhor. Mas estes, como animais irracionais, que seguem a natureza, feitos para serem presos e mortos, blasfemando do que não entendem, perecerão na sua corrupção, Recebendo o galardão da injustiça; pois que tais homens têm prazer nos deleites quotidianos; nódoas são eles e máculas, deleitando-se em seus enganos, quando se banqueteiam convosco; Tendo os olhos cheios de adultério, e não cessando de pecar, engodando as almas inconstantes, tendo o coração exercitado na avareza, filhos de maldição; Os quais, deixando o caminho direito, erraram seguindo o caminho de Balaão, filho de Beor, que amou o prêmio da injustiça”.
Finalmente, estes sistemas que perverteram o Evangelho receberão o juízo de Deus na GT. Mas aqueles que não se contaminaram com "mulheres" (religiões) serão guardados da GT:
Apocalipse 3:9-11
Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não são, mas mentem: eis que eu farei que venham, e adorem prostrados a teus pés, e saibam que eu te amo. Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra. Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.”
Apocalipse 17:1-18
“E VEIO um dos sete anjos que tinham as sete taças, e falou comigo, dizendo-me: Vem, mostrar-te-ei a condenação da grande prostituta que está assentada sobre muitas águas; Com a qual se prostituíram os reis da terra; e os que habitam na terra se embebedaram com o vinho da sua prostituição. E levou-me em espírito a um deserto, e vi uma mulher assentada sobre uma besta de cor de escarlata, que estava cheia de nomes de blasfêmia, e tinha sete cabeças e dez chifres.”
Após a ressurreição, os Apóstolos iniciaram seu comissionamento (anúncio do Evangelho), impulsionados pela perseguição religiosa (judaísmo) e também gentílica (romana). O fato, é que no "deserto" que esta Igreja primitiva encontra seu lugar de sobrevivência. Este "deserto" não é literal, mas fala de um afastamento dos sistemas religiosos que tendem a concentrar multidões e prostituir (uma grande prostituta) o ensino simples do Evangelho. É no "deserto", onde está a Igreja primitiva, o lugar onde João é levado para ver o surgimento da primeira besta do Apocalipse. A cor "escarlata" (vermelho sangue) fala de como esta "mulher" estabelece o seu domínio (trono). Isto nos remete para o ano 325 Dc. Foram através de muitas mortes (guerras) e muitos assassinatos de sacerdotes pagãos, que Constantino fez surgir uma "mulher" adornada de muitas regras, doutrinas, ensinos, liturgias... Enfim, nasce a primeira religião oriunda do Evangelho: o Cristianismo. A "igreja medieval" oriunda do Cristianismo (Catolicismo) não executou a nenhum "herege", mas sim entregou os condenados pela Inquisição da “igreja”, que já tinham sido torturados, aos governantes do mundo para que executassem as sentenças de morte dadas pela mesma. De fato, esta fez exatamente como o Judaísmo, que entregou Jesus diante de Pôncio Pilatos para ser julgado e crucificado.
I João 2:19
“Saíram de nós, mas não eram de nós; porque, se fossem de nós, ficariam conosco; mas isto é para que se manifestasse que não são todos de nós.”
Portanto esta "mulher" é um sistema religioso com suas doutrinas específicas. Há um enorme contraste entre a "mulher" do Cap. 12 (Lei de Moisés) que está grávida, e a do Cap. 17 que está sedenta por beber sangue. A primeira tem Jesus (O Verbo de Deus) como sua Luz (Sol) e seus mandamentos (Lua) como reflexo de uma vida na existência (amor ao próximo). A segunda tem um dragão com sete cabeças para devorar o Evangelho, e agora está assentada sobre sete montes.
Apocalipse 12:3
“E viu-se outro sinal no céu; e eis que era um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre as suas cabeças sete diademas.”
Apocalipse 13:1
“E EU pus-me sobre a areia do mar, e vi subir do mar uma besta que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre os seus chifres dez diademas, e sobre as suas cabeças um nome de blasfêmia.”
Apocalipse 17:3
“E levou-me em espírito a um deserto, e vi uma mulher assentada sobre uma besta de cor de escarlata, que estava cheia de nomes de blasfêmia, e tinha sete cabeças e dez chifres. E a mulher estava vestida de púrpura e de escarlata, e adornada com ouro, e pedras preciosas e pérolas; e tinha na sua mão um cálice de ouro cheio das abominações e da imundícia da sua prostituição; E na sua testa estava escrito o nome: Mistério, a grande Babilônia, a mãe das prostituições e abominações da terra.”
Do Cristianismo de Constantino, surgiram filhas: Catolicismo, Luteranismo, Protestantismo, Adventismo, Calvinismo, Arminianismo, Prebiterianismo, Pentecostalismo... Um sem número de religiões todas oriundas do Cristianismo. 

Este símbolo representa as letras gregas "X" e "P" para o nome de Cristo.
Apocalipse 17:6-8
“E vi que a mulher estava embriagada do sangue dos santos, e do sangue das testemunhas de Jesus. E, vendo-a eu, maravilhei-me com grande admiração. E o anjo me disse: Por que te admiras? Eu te direi o mistério da mulher, e da besta que a traz, a qual tem sete cabeças e dez chifres. A besta que viste foi e já não é, e há de subir do abismo, e irá à perdição; e os que habitam na terra (cujos nomes não estão escritos no livro da vida, desde a fundação do mundo) se admirarão, vendo a besta que era e já não é, mas que virá.”
Tanto Ezequiel como João, usa o símbolo da meretriz para acusar a infiel companheira do pacto com Deus das seguintes acusações: imoralidade sexual ou idolatria, opressão e assassinato de seus próprios filhos. Depois que se apresentam as acusações legais, tanto Ezequiel como João procedem em apresentar o mesmo castigo da impenitente. É útil colocar as passagens pertinentes lado a lado embora não há substituto para uma leitura pessoal destes capítulos em toda sua extensão. A correspondência das descrições de Ezequiel 16, é um ataque profético sobre Jerusalém... Sua descrição é tão gráfica como em Apocalipse 17 e 18. Pode-se preferir aqui falar não de um "ataque" mas sim de retribuição divina. Um ponto que geralmente os exegetas profissionais ignoram é a questão de como se relacionam teologicamente entre si Ezequiel 16 e Apocalipse 17, quer dizer, como é que esta correspondência que se reconhece entre estes dois capítulos indica que existe uma tipologia bíblica."
Apocalipse 17:9-11
“Aqui o sentido, que tem sabedoria. As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada. E são também sete reis; cinco já caíram, e um existe; outro ainda não é vindo; e, quando vier, convém que dure um pouco de tempo. E a besta que era e já não é, é ela também o oitavo, e é dos sete, e vai à perdição.”
Em toda escritura, "montes" fazem referência a lugares de cultos, altares, ou lugar de sacrifícios. Jerusalém infiel está assentada sobre sete cabeças, ou seja, ela tem sete fundamentos, ou sete sacramentos, para se estabelecer o seu culto, cujo "adorador" deve seguir para se conquistar seu lugar na besta (religião). Em algumas religiões poderíamos dizer que são os "sete passos" (regras ou doutrinas) para a vida eterna! "Sete" é apenas um número simbólico de perfeição ou consumação. Poderiam ser quatro sacramentos, ou quatro doutrinas, não importa, são "montes" que substituem o sacrifício de Cristo na Cruz, como obra redentora e consumada para nos dar vida eterna! Dentre os sete "reis" (maiores religiões do planeta), o Cristianismo é o único "rei" que ainda permanece em seu trono distribuindo (pregado) por todo o planeta, mas virá outro maior em seu lugar, com aparência de cordeiro, e com dois chifres, cuja função é unificar todas as religiões.
Apocalipse 17:12-13
“E os dez chifres que viste são dez reis, que ainda não receberam o reino, mas receberão poder como reis por uma hora, juntamente com a besta. Estes têm um mesmo intento, e entregarão o seu poder e autoridade à besta.”
As autoridades governamentais do mundo juntar-se-ão para instituir uma única sociedade (política e financeira) e religião mundial durante a GT. Isto segue o fundamento do Cristianismo que diz: Um só deus (religião), um só Império, um só imperador.
Apocalipse 17:14
“Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão:”
1º os que estão com Ele (Jesus),
2º chamados, (feitos à imagem e semelhança de Cristo)
3º e eleitos, (para anúncio das boas novas)
4º e fiéis (a mensagem simples do Evangelho).
Apocalipse 17:15-16
“E disse-me: As águas que viste, onde se assenta a prostituta, são povos, e multidões, e nações, e línguas. E os dez chifres que viste na besta são os que odiarão a prostituta, e a colocarão desolada e nua, e comerão a sua carne, e a queimarão no fogo.”
Esta será a extinção do Cristianismo na terra.
Apocalipse 17:17-18
“Porque Deus tem posto em seus corações, que cumpram o seu intento, e tenham uma mesma idéia, e que dêem à besta o seu reino, até que se cumpram as palavras de Deus. E a mulher que viste é a grande cidade que reina sobre os reis da terra.”
Portando, a "mulher" (meretriz) fala de sistemas religiosos, edificado por homens, para fazer a mediação entre Deus e os homens. Seguindo o entendimento de que a "besta" de fato seja as religiões em torno do Cristianismo, o Cap. 18 se torna revelado por simples leitura:
Apocalipse 18:1-24
“E DEPOIS destas coisas vi descer do céu outro anjo, que tinha grande poder, e a terra foi iluminada com a sua glória. E clamou fortemente com grande voz, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia, e se tornou morada de demônios, e covil de todo espírito imundo, e esconderijo de toda ave imunda e odiável. Porque todas as nações beberam do vinho da ira da sua prostituição, e os reis da terra se prostituíram com ela; e os mercadores da terra se enriqueceram com a abundância de suas delícias. E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas. Porque já os seus pecados se acumularam até ao céu, e Deus se lembrou das iniqüidades dela. Tornai-lhe a dar como ela vos tem dado, e retribuí-lhe em dobro conforme as suas obras; no cálice em que vos deu de beber, dai-lhe a ela em dobro. Quanto ela se glorificou, e em delícias esteve, foi-lhe outro tanto de tormento e pranto; porque diz em seu coração: Estou assentada como rainha, e não sou viúva, e não verei o pranto. Portanto, num dia virão as suas pragas, a morte, e o pranto, e a fome; e será queimada no fogo; porque é forte o Senhor Deus que a julga. E os reis da terra, que se prostituíram com ela, e viveram em delícias, a chorarão, e sobre ela prantearão, quando virem a fumaça do seu incêndio; Estando de longe pelo temor do seu tormento, dizendo: Ai! ai daquela grande Babilônia, aquela forte cidade! pois numa hora veio o seu juízo. E sobre ela choram e lamentam os mercadores da terra; porque ninguém mais compra as suas mercadorias: Mercadorias de ouro, e de prata, e de pedras preciosas, e de pérolas, e de linho fino, e de púrpura, e de seda, e de escarlata; e toda a madeira odorífera, e todo o vaso de marfim, e todo o vaso de madeira preciosíssima, de bronze e de ferro, e de mármore; E canela, e perfume, e mirra, e incenso, e vinho, e azeite, e flor de farinha, e trigo, e gado, e ovelhas; e cavalos, e carros, e corpos e almas de homens. E o fruto do desejo da tua alma foi-se de ti; e todas as coisas gostosas e excelentes se foram de ti, e não mais as acharás. Os mercadores destas coisas, que com elas se enriqueceram, estarão de longe, pelo temor do seu tormento, chorando e lamentando, E dizendo: Ai, ai daquela grande cidade! Que estava vestida de linho fino, de púrpura, de escarlata; e adornada com ouro e pedras preciosas e pérolas! porque numa hora foram assoladas tantas riquezas. E todo o piloto, e todo o que navega em naus, e todo o marinheiro, e todos os que negociam no mar se puseram de longe; E, vendo a fumaça do seu incêndio, clamaram, dizendo: Que cidade é semelhante a esta grande cidade? E lançaram pó sobre as suas cabeças, e clamaram, chorando, e lamentando, e dizendo: Ai, ai daquela grande cidade! Na qual todos os que tinham naus no mar se enriqueceram em razão da sua opulência; porque numa hora foi assolada. Alegra-te sobre ela, ó céu, e vós, santos apóstolos e profetas; porque já Deus julgou a vossa causa quanto a ela. E um forte anjo levantou uma pedra como uma grande mó, e lançou-a no mar, dizendo: Com igual ímpeto será lançada Babilônia, aquela grande cidade, e não será jamais achada. E em ti não se ouvirá mais a voz de harpistas, e de músicos, e de flautistas, e de trombeteiros, e nenhum artífice de arte alguma se achará mais em ti; e ruído de mó em ti não se ouvirá mais; E luz de candeia não mais luzirá em ti, e voz de esposo e de esposa não mais em ti se ouvirá; porque os teus mercadores eram os grandes da terra; porque todas as nações foram enganadas pelas tuas feitiçarias. E nela se achou o sangue dos profetas, e dos santos, e de todos os que foram mortos na terra.”
Particularmente, não gostaríamos que isto terminasse deste jeito. Hoje estou dentro de uma destas instituições religiosa, como quem quer desfazer a "besta" (mentalidade religiosa) que existe dentro dela, mas percebo que é impossível, pois por mais que se anuncie o Evangelho muitos permanecem cegados pela mentalidade religiosa:
Apocalipse 2:18-29
“E ao anjo da igreja de Tiatira escreve: Isto diz o Filho de Deus, que tem seus olhos como chama de fogo, e os pés semelhantes ao latão reluzente: Eu conheço as tuas obras, e o teu amor, e o teu serviço, e a tua fé, e a tua paciência, e que as tuas últimas obras são mais do que as primeiras. Mas tenho contra ti que toleras Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria. E dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua prostituição; e não se arrependeu. Eis que a porei numa cama, e sobre os que adulteram com ela virá grande tribulação, se não se arrependerem das suas obras. E ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda os rins e os corações. E darei a cada um de vós segundo as vossas obras. Mas eu vos digo a vós, e aos restantes que estão em Tiatira, a todos quantos não têm esta doutrina, e não conheceram, como dizem, as profundezas de Satanás, que outra carga vos não porei. Mas o que tendes, retende-o até que eu venha. E ao que vencer, e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações, E com vara de ferro as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de meu Pai. E dar-lhe-ei a estrela da manhã. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.”
Os Cap. 19 e 20 seguem em dois momentos. No 19, falaremos da ressurreição dos mortos desde Adão até a batalha do Armagedom, os quais se mantiveram fiéis a mensagem do Evangelho (boas novas).
Postar um comentário