terça-feira, 3 de setembro de 2013

TEMPOS APOCALIPTICOS

É comum em nossos dias ouvirmos as pessoas discutindo, ou comentando a cerca dos tempos e das épocas, e concluírem, sem dúvida alguma que estamos vivenciando os últimos tempos. Mas o que Bíblia fala sobre o assunto?
Qualquer cristão sabe que as Escrituras estão repletas de informações a cerca do tema, porém a grande dificuldade de todos nós é o encontro com interpretação dos textos. Os escritos apocalípticos estão em linguagem simbólica, trazendo inúmeras figuras, como igrejas, mulheres, prostitutas, sêlos, trombetas, animais, bestas, reis, cabeças, chifres e outras.
Já lemos sobre o assunto, e também o que já escreveram sobre ele, como também o que o próprio Jesus (Escritura) faz referência. Escrever sobre as interpretações das figuras é juntar mais um parecer a tantos outros que já foram registrados. Todas as religiões já fizeram suas “revelações” a cerca das figuras apocalípticas, sobre qual seja o significado de cada uma delas, e vemos que existem inúmeras interpretações diferentes para as mesmas figuras. Creio que a resposta está naquilo que Jesus disse, e o que os profetas do antigo testamento e os apóstolos do novo deixaram escrito.
Outra maneira de buscarmos o conhecimento é sabermos que Apocalipse significa “revelação” e, portanto, não está em mistério, pois está escrito em Deuteronômio 29:29 que:
“As coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus, mas as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que observemos todas as palavras desta lei”.
O propósito principal do Livro consiste em revelar o Senhor Jesus Cristo como o Redentor da humanidade, apresentando de forma simbólica o “programa” mediante o qual ele desempenha seu trabalho.
Assim sendo, temos no Livro de Apocalipse um panorama de como Jesus realiza, do começo ao fim, a sua obra redentora para salvação das vidas que confiaram a Ele as suas Almas. Esta é uma informação terrível, pois ela diz que somente as pessoas as quais o Evangelho foi revelado poderá compreender o Livro do Apocalipse, e Moisés também faz esta mesma afirmativa no texto acima. Querer revelação do Apocalipse sem ter a revelação de quem é o Filho de Deus é um desejo enlouquecedor, e diametralmente oposto a tudo aquilo que o Livro propõem.
Falar do Livro do Apocalipse com quem não conhece a Jesus é o mesmo que falar de física quântica para quem nunca foi a escola. Creio ser uma das maiores idiotices das religiões começarem a pregação das boas novas pelas interpretações apocalípticas. É como dizer que em uma das ilhas dos inúmeros oceanos existe um grande tesouro, mas não se chegará nele sem o Mapa o qual está dentro do baú junto com o tesouro. Jesus é a interpretação do Apocalipse. Para sermos conduzidos até o Mapa só através do Espírito Santo de Deus. Quem tem o Espírito Santo encontra o Mapa e acha o tesouro também!
“E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ficai porém na cidade, até que do alto sejais revestidos de poder”. (Luc. 24:49).
“Quando vier o Ajudador, que eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da verdade, que do Pai procede, esse dará testemunho de mim”; (João 15:29).
“Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras”. (João 16:13)
Outra verdade a ser dita é que a obra redentora de Cristo iniciou antes da fundação do mundo, portanto o Livro de Apocalipse começa com relatos que são antes da criação e termina no grande Juízo final fazendo vistas para novo céu e nova terra. Portanto para aqueles que desejam conhecer a Jesus devem iniciar sua jornada pelo caminho correto, que faz uma estrada no sentido de dentro para fora, ou seja, começa no espírito, na alma, naquilo que existirá por toda a eternidade, e passa pelo corpo, que é finito, até chegar do lado de fora dos acontecimentos. Os que querem começar a jornada pelo dia de amanhã nunca chegarão ao seu destino. Comecem pelo dia de hoje, em como está sua alma neste momento e apresente-se a Jesus Cristo para que o processo redentor possa se completar na sua vida, e então você entenderá o Livro do Apocalipse, pois ele é um caminho que te leva à salvação!
Podemos fazer algumas relações a cerca dos simbolismos, porém é certo que cada tempo só diz respeito as gerações que estarão cumprindo ele, ou seja, vivenciando-o nas suas épocas. É um absurdo crermos que as gerações de 100 anos atrás podem nos trazer “revelações” a cerca das trombetas, pois eles já morreram e nada lhes acrescentou o saberem das épocas que eles não vivenciariam. Isaías profetizou sobre os tempos, Jeremias profetizou sobre as épocas, Jesus revelou o tempo e profetizou a cerca das épocas.
“Chegando a Nazaré, onde fora criado; entrou na sinagoga no dia de sábado, segundo o seu costume, e levantou-se para ler.  Foi-lhe entregue o livro do profeta Isaías; e abrindo-o, achou o lugar em que estava escrito: O Espírito do Senhor está sobre mim, porquanto me ungiu para anunciar boas novas aos pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos, e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos, e para proclamar o ano aceitável do Senhor. E fechando o livro, devolveu-o ao assistente e sentou-se; e os olhos de todos na sinagoga estavam fitos nele. Então começou a dizer-lhes: Hoje se cumpriu esta escritura aos vossos ouvidos”. (Luc. 4:16-21)
Saber discernir os tempos ou entendê-los, é para todos que conhecem a Jesus, porém sobre o dia, a hora em que eles hão de se cumprir somente Deus pode determinar.
“E ouvi o homem vestido de linho, que estava por cima das águas do rio, quando levantou ao céu a mão direita e a mão esquerda, e jurou por aquele que vive eternamente que isso seria para um tempo, dois tempos, e metade de um tempo. E quando tiverem acabado de despedaçar o poder do povo santo, cumprir-se-ão todas estas coisas. Eu, pois, ouvi, mas não entendi; por isso perguntei: Senhor meu, qual será o fim destas coisas? Ele respondeu: Vai-te, Daniel, porque estas palavras estão cerradas e seladas até o tempo do fim”. (Dan. 12:7-9).
“Aqueles, pois, que se haviam reunido perguntavam-lhe, dizendo: Senhor, é nesse tempo que restauras o reino a Israel? Respondeu-lhes: A vós não vos compete saber os tempos ou as épocas, que o Pai reservou à sua própria autoridade”. (At. 1:6-7)
“Mas, irmãos, acerca dos tempos e das épocas não necessitais de que se vos escreva: porque vós mesmos sabeis perfeitamente que o dia do Senhor virá como vem o ladrão de noite; pois quando estiverem dizendo: Paz e segurança! Então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida; e de modo nenhum escaparão”. (1 Tes. 5:1-3)
Outra questão que se discutem, são as das igrejas nos primeiros capítulos do Livro, não há mistérios, pois nós somos as igrejas e cada uma representa um tipo de cristão em todos os tempos e épocas. Veja que tipo de igreja você se vê em cada uma delas! Simples não? Se você não sabe, peça ao Espírito Santo que Ele vai te dizer com certeza!
Para aqueles que insistem em dar uma espiadinha no futuro eu recomendo cuidado! Se Jesus Cristo não for o foco do seu estudo, e se aquele que dá o testemunho de Jesus (Espírito da verdade ) não for o espírito de profecia para ensiná-lo, correrá o risco de ficar aprisionado ao Livro e viverá todos os dias como se as profecias estivessem chegando ao seu fim, podendo trazer angústias ou gerar ansiedades desnecessárias; também poderá correr o risco de tratar tudo como se fosse algo figurativo e se tornar surdo e insensível as palavras do Livro; ou ainda pior, poderá criar uma nova seita ou religião para a viver a revelação do Livro!
Tenha tremor e temor diante de Senhor quando estiver bolinando nos livros dEle. Lembre-se que o Livro selado com os sete selos foi aberto somente pelo Cordeiro, que é Jesus, e isto fala do quão importante é este Livro e que somente um foi digno de poder abrí-lo. Portanto só o Espírito de Jesus é quem pode revelá-lo a você. Se você for ao Livro com espírito errado o resultado poderá ser a expectativa de um juízo e de uma condenação! Suas impressões (sentimentos) quanto a revelação mostrarão que espírito lhe foi enviado para revelá-lo.
Para mim, os sêlos falam dos tempos e das épocas desde Adão até a vinda do Filho de Deus em glória. De como, em todos os tempos e épocas, se desenvolveram as loucuras dos homens.
1 – vem o desejo dos olhos, a cobiça da carne e a soberba pela vida (primeiro sêlo - cavalo branco);
2 – vem e fazem surgir as guerras (segundo sêlo - cavalo vermelho);
3 – vem e  trazem a escassez (terceiro sêlo - cavalo preto);
4- vem e geram mortes através da fome, das pestes e do desequilíbrio da natureza (quarto sêlo – cavalo amarelo);
5- e todas essas seqüências de sêlos, se repetindo na história da humanidade, culminam num clamor por justiça (quinto sêlo);
6- abrindo o sexto sêlo revelam-se duas expectativas: de um lado angústias, ansiedades, medo, pavor; porém de outro exultações (Luc. 21:28) e isto em todo o planeta e todos pedindo o fim das suas expectativas;
7- Faz silêncio nos céus, abre-se o sétimo sêlo, com sete trombetas. Quatro seqüências de toques são manifestados.  Primeiramente quatro trombetas tocam. Na segunda seqüência, com a quinta, a sexta e a sétima trombeta, são anunciados os ai. A ira de Deus é revelada sobre todas as loucuras que os homens cometeram.
As trombetas vão sendo tocadas e anunciando os últimos acontecimentos deflagrados pela abertura do sétimo sêlo. A sétima trombeta, a última a ser tocada (1 Cor. 15:51-52),  e que anuncia a vinda do Filho de Deus em Glória, libera o terceiro e último ai.
As mulheres (cap. 17 e 12)  falam das descendências do pó e do sangue (Gênises 3:15), que é Adão e Jesus, respectivamente.
As bestas falam dos governos humanos que foram servidos e cultuados no curso dos tempos e das épocas (Ef. 2:1-3), cujo único adorado é Satanás, chamado de a serpente em Gênises e o grande dragão vermelho em Apocalipse. Este sempre estará atrás dos filhos do sangue para os tragar. Tanto as bestas como o falso profeta não são pessoas específicas, mas são algo subjetivo como exemplo da incessante busca do homem pelo poder, domínio, glória, honra, autoridade, riqueza e conhecimento. De todos estes o que mais vai se multiplicar e crescer no tempo do fim é o conhecimento ou ciência como diz Daniel 12:4. O falso profeta é um espírito de profecia de engano que estará atuando nos filhos da desobediência, como sempre esteve em todos os tempos e épocas (2 Tes. 2:9-12).
Vocês vão ver que no Livro do Apocalipse não se referência nem se menciona o anticristo, porque em todos estes tempos e épocas, estas foram as cabeças e as motivações em viver do todo ser humano, como são todos os anticristos, naturezas humanas que são contrárias ao amor que está revelado nos Evangelhos (1 Jo. 2:18-19). O que se revela é o iníquo, que seja cada ser humano que nega o Evangelho. “Cada cabeça faz a sua sentença”. Elas que sempre governaram a mente humana. Estas cabeças sempre disputaram entre si pelo governo da alma humana, principalmente as religiões. Às vezes uma com mais intensidade do que as outras; o que faz mostrar os chifres, que disputam a primazia para satisfazer o homem ou trazer soluções para os conflitos da humanidade.
Finalmente, para aqueles que tiveram a revelação de Jesus em seu espírito, por meio da Palavra (Escritura) porque persistiram em buscar e conhecer o Senhor Jesus (Os. 6:1-3), o Livro se torna uma leitura como num filme romântico, quando no fim o casal (o noivo e a noiva), após desencontros e encontros, finalmente se casam em um arrebatamento glorioso, para comemorarem as bodas, e viverem felizes para sempre!
Mas, infelizmente para outros, trata-se de um Livro assustador e terrível onde não existe uma história de vida nem de amor. Foi assim que Jesus se revelou para mim no Livro das revelações. Espero que Ele tenha uma revelação mais intensa, mais profunda, também para você no Livro! Busque conhecer a Jesus enquanto se pode achar, invoque-o enquanto Ele está por perto, pois:
“Sendo Jesus interrogado pelos fariseus sobre quando viria o reino de Deus, respondeu-lhes: O reino de Deus não vem com aparência exterior; nem dirão: Ei-lo aqui! Ou: Ei-lo ali! Pois o reino de Deus está dentro de vós. Então disse aos discípulos: Dias virão em que desejareis ver um dos dias do Filho do homem, e não o vereis. (Lucas 17: 20-22).
Postar um comentário